Moro admite estudar proposta de Bolsonaro para virar ministro

O juiz Sérgio Moro, que conduz a Operação Lava Jato em Curitiba, admitiu analisar um eventual convite do presidente eleito Jair Bolsonaro para ocupar um cargo em seu governo ou ser indicado para o Supremo Tribunal Federal (STF). As duas hipóteses foram levantadas ontem por Bolsonaro durante entrevistas às principais emissoras de TV do país.

“A imprensa comprava tudo”, diz ex-assessora de Sérgio Moro na Lava Jato

Moro se manifestou por meio de nota. “Sobre a menção pública pelo sr. presidente eleito ao meu nome para compor o Supremo Tribunal Federal quando houver vaga ou para ser indicado para ministro da Justiça em sua gestão, apenas tenho a dizer publicamente que fico honrado com a lembrança. Caso efetivado oportunamente o convite, será objeto de ponderada discussão e reflexão”, afirmou Moro.

Paulo Guedes desautoriza futuro chefe da Casa Civil a falar de economia

“Se houver interesse da parte dele, com toda certeza será uma pessoa de extrema importância num governo como o nosso”, disse Bolsonaro. Nas entrevistas o presidente eleito também defendeu que partes da reforma da Previdência sejam aprovadas ainda este ano pelo Congresso e atacou a imprensa, sobretudo, a Folha de S.Paulo.

Bolsonaro quer aprovar reforma da Previdência este ano e Moro ministro

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!