Manuela pedirá a PF para divulgar íntegra de conversas com hacker

A ex-deputada Manuela D'ávila (PC do B-RS) afirmou nesta sexta-feira (4) que vai pedir a Polícia Federal para poder divulgar a íntegra das conversas entre ela e o hacker Walter Delgatti Neto.

O advogado de Manuela, o ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, disse ao Congresso em Foco que será pedido que "ela possa divulgar sem ferir o sigilo do inquérito".

Delgatti é um dos hackers apontados pela PF como responsáveis por invadir as mensagens de autoridades dos Três Poderes. Ele prestou depoimento à Polícia afirmando que fez contato com o jornalista Glenn Greenwald, editor do site Intercept, por intermédio de Manuela.

A política do PC do B se manifestou por meio do Twitter na noite desta sexta:

O Intercept faz desde o dia 9 de junho faz uma séries de reportagens que revelam que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, atuava em conluio com os procuradores da Lava Jato na condução da operação quando era o juiz responsável por analisar os casos de 1ª instância em Curitiba.

No dia 28 de agosto, a ex-candidata a vice-presidente na chapa de Fernando Haddad (PT) foi à sede da Polícia Federal em Brasília entregar seu celular para a perícia. Em vídeo divulgado nas redes sociais ela também afirma que antes de ir a Brasília havia encaminhado as capturas de tela de todas as mensagens trocadas com o hacker.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!