Lula chega no Sindicato dos Metalúrgicos e discursa em breve

O ex-presidente Lula, que saiu na última sexta (9) da Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, onde esteve preso por 580 dias, chegou no início da tarde deste sábado no Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. A expectativa do mundo político neste momento é para saber qual é o tom que será adotado por Lula.

> Dirceu diz que agora “não é mais Lula livre”, agora é “retomar o governo”

Na tarde de ontem, quando saiu da prisão e foi diretamente para o acampamento em sua homenagem do lado de fora da PF, Lula atacou o ex-juiz que o condenou em primeira instância e hoje ministro do governo de Jair Bolsonaro, Sergio Moro. Atacou também o presidente e afirmou que a última eleição foi roubada devido à sua prisão. Lula também enalteceu Fernando Haddad que foi candidato à presidência pelo PT em 2018.

A fala do ex-presidente está agendada para às 14h, segundo informações divulgadas pelo Sindicato dos Metalúrgicos. Uma multidão o espera no mesmo local onde Lula fez o seu último ato público antes de ser preso.

Após a soltura do ex-presidente Lula, o atual mandatário do Brasil, Jair Bolsonaro, demorou  12h para se manifestar em sua conta do Twitter, onde costuma ter uma intensa atuação. Na publicação, o presidente pediu aos seus seguidores para não darem "munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa".

Além do presidente, os de Bolsonaro, Carlos Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro, também se manifestaram contra a soltura do petista.

A saída de Lula aconteceu após a decisão do juiz substituto da 12ª vara de Curitiba, Danilo Pereira Jr. A decisão veio após o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) que decidiu na noite de quinta (7) pela inconstitucionalidade da prisão em segunda instância.

> Lula deixa a prisão, ataca Moro e Bolsonaro e diz só ter amor no coração

Campanha do Congresso em Foco no Catarse

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!