Fabrício Queiroz e esposa retiram tornozeleiras eletrônicas

Fabrício Quieroz, ex-assessor do hoje senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), e sua esposa Márcia Oliveira Aguiar tiveram suas tornozeleiras eletrônicas retiradas na tarde desta sexta-feira (19), após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinar o fim da prisão domiciliar do casal, a decisão foi tomada pela 5ª turma do STJ na última terça-feira (16). As informações são da CNN Brasil.

O casal é investigado por participar do esquema de "rachadinhas" no gabinete do ex-deputado estadual e hoje senador Flávio Bolsonaro. Fabrício é acusado de ser o operador do esquema de corrupção e teve prisão decretada em junho do ano passado, sob a acusação de atrapalhar as investigações do Ministério Público.

O alvará de soltura foi expedido pelo desembargador Milton Fernandes do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ). O advogado do casal, Paulo Emílio Catta Preta, espera que a justiça fluminense ainda estabeleça medidas cautelares para os dois, o que depende de uma decisão do relator do caso no STJ. Na decisão do Superior Tribunal foi estabelecido que os passaportes deles deverão ser retidos e ausências do Rio devem ser informadas.

>Bolsonaro vai ao STF para barrar ações de governadores contra a pandemia

>Policiais Federais adotam postura crítica a Bolsonaro e lutam por direitos

Continuar lendo