Democratas vai expulsar filiado apontado como hacker

O Democratas divulgou nota oficial nesta quinta-feira (25) afirmando que o presidente da legenda, ACM Neto, determinou a expulsão de Walter Delgatti Neto, preso pela Polícia Federal, na Operação Spoofing, nesta terça-feira (23), como um dos suspeitos pelo ataque hacker a celulares do ministro da Justiça Sérgio Moro. Veja a íntegra da nota abaixo.

>“Preocupante”, diz Moro sobre ação dos hackers

O DEM é o partido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e de três ministros do governo Bolsonaro. “Diante do envolvimento do filiado Walter Delgatti Neto com o ataque hacker a celulares de autoridades, revelada durante a Operação Spoofing, determinei a expulsão do investigado pelo descumprimento dos deveres éticos previstos estatutariamente”, diz o documento.

Mais cedo, o Ministério da Justiça afirmou que os celulares usados pelo presidente Jair Bolsonaro foram alvos de ataques do grupo de hackers preso na Operação Spoofing. Além de Walter, filiado ao Democratas, também foram presos temporariamente Gustavo Henrique Elias Santos, Suelen Priscila de Oliveira. O advogado Ariovaldo Moreira, que representa Elias Santos, disse que o cliente relatou que Walter desejava vender ao PT as mensagens captadas por meio do grampo.

Veja a íntegra da nota.

NOTA OFICIAL 

Diante do envolvimento do filiado Walter Delgatti Neto com o ataque hacker a celulares de autoridades, revelada durante a Operação Spoofing, determinei a expulsão do investigado pelo descumprimento dos deveres éticos previstos estatutariamente.

Enfatizo, ainda, que Walter Delgatti não tem participação ativa na vida partidária da legenda.

É importante ressaltar que o Democratas não pode se responsabilizar pelas atitudes dos milhares de filiados ao partido e que condenamos, de maneira veemente e dura, o cometimento de qualquer ato de irregularidade por quem quer que seja – filiado ao DEM ou outras legendas. 

O Democratas Nacional espera que a justiça esclareça os fatos e que os envolvidos no processo criminoso sejam punidos de forma efetiva e com todo rigor. 

 Antonio Carlos Magalhães Neto 

 Presidente Nacional do Democratas

>> Entenda como hackers tiveram acesso a mensagens de Moro

ACM Netoataque hackerDemocratasHackersoperação spoofingSérgio MoroVaza Jato