Justiça suspende bônus natalino de R$10 milhões para funcionários da Alesp

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) concedeu uma liminar para a suspensão de um bônus natalino no valor total de R$ 10 milhões, que seria pago aos funcionários da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) este mês.

> Bancos públicos são fundamentais para o desenvolvimento econômico, defende Anabb

A liminar acatada foi protocolada pelo advogado e coordenador Nacional do Movimento Brasil Livre (MBL), Rubinho Nunes. "É uma vitória de todo trabalhador contra a imoralidade e a farra com o dinheiro público", comemorou o advogado, em sua conta pessoal do Twitter.

A decisão de dar o bônus foi tomada em novembro pela Mesa Diretora da Alesp. Na decisão, o órgão afirma que possui recursos para dar um acréscimo de R$3.100 no auxílio alimentação dos funcionários no mês de dezembro.

"Havendo disponibilidade de recursos orçamentários para atender à despesa decorrente, nos termos da manifestação do Departamento de Finanças deste Poder", consta na decisão da Mesa.

O aumento de R$ 3.100 para cada um dos 3.266 funcionários, incluindo apenas servidores públicos e comissionados, resultava em um gasto total de R$10,1 milhões aos cofres públicos.

> MEC usou dados falsos para fechar TV Escola, diz direção em nota

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!