Barroso dá 15 dias para Bolsonaro explicar fala sobre presidente da OAB

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso deu, nesta quinta-feira (1), prazo de 15 dias para que o presidente Jair Bolsonaro se explique sobbre declaração contra o presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Felipe Santa Cruz. Leia a íntegra.

Na segunda-feira (29), Bolsonaro afirmou que poderia explicar a Felipe Santa Cruz como o pai dele desapareceu durante a ditadura militar (1964-1985). Ele reclamava da atuação do advogado na investigação do caso de Adélio Bispo, autor da facada em Bolsonaro durante a campanha eleitoral do ano passado.

Segundo Bolsonaro, o presidente da OAB "não vai querer saber a verdade" sobre o pai. Ele disse que Fernando Santa Cruz foi morto por companheiros da Ação Popular (AP), organização de esquerda na qual ele militava e classificada pelo presidente como "grupo terrorista".

> Bolsonaro mostra desconhecimento absoluto, diz ex-coordenador da Comissão da Verdade

> Onze vezes em que Bolsonaro atacou vítimas da ditadura

Santa Cruz, ingressou, na quarta-feira (29), com interpelação para que Bolsonaro esclareça as declarações sobre a morte do seu pai, Fernando Augusto Santa Cruz, desaparecido durante a ditadura militar. O pedido é assinado por doze ex-presidentes da entidade.

O ministro Barroso foi sorteado relator da solicitação.

> As frases polêmicas de Jair Bolsonaro

> Bolsonaro: PT vai entrar com ação na PGR por fala sobre presidente da OAB

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!