Bancada do PT no Senado pede a rejeição das contas de Bolsonaro e Pazuello

A bancada do PT no Senado pediu que o Tribunal de Contas da União (TCU) avalie as contas do presidente Jair Bolsonaro com indicativo de irregularidades e recomende a rejeição.

À corte, a sigla defende que também seja recomendada a rejeição das contas do ex-ministro da Saúde Eduardo Pauzello, desde quando ocupou o cargo de Secretário Executivo até assumir a pasta, e do ministro da Casa Civil, Braga Netto.

Veja o pedido na íntegra:

 

Os parlamentares afirmam que alguns dos fatos citados no documento já estão sob análise do tribunal e que o governo federal não cumpre com os "critérios de legalidade, economicidade e eficiência" na forma como aplica recursos no enfrentamento da pandemia de covid-19.

O líder da minoria no Senado, o senador Jean Paul Prates (RN-PT), é um dos signatários do documento e afirmou que o país está "devastado pela pandemia" e responsabiliza a falta de coordenação nacional da crise pelo governo de Jair Bolsonaro.

“O país está devastado pela pandemia e o responsável por toda essa tragédia é o governo do presidente Bolsonaro, que em nenhum momento realizou uma ação coordenada no combate ao vírus com todos os entes da federação. Infelizmente, o negacionismo e as irregularidades falaram mais alto. E estamos pagando por tudo isso com a falta de vacinas, medicamentos, leitos de UTI e o pior vidas”, afirma o senador.

>Câmara discute incentivo fiscal para quem contratar leitos privados para o SUS

>Excluídas do ensino remoto, crianças são forçadas a trabalhar durante a pandemia

Continuar lendo