Senador vê golpe e cinismo no STF com reeleição de Maia e Davi Alcolumbre

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), autor do pedido de criação da CPI da Lava Toga, engavetada por Davi Alcolumbre, foi ao Twitter nesta manhã criticar o julgamento da ação que pode garantir novo mandato aos presidentes do Senado e da Câmara.

Para ele, há um golpe contra a Constituição em andamento e o "casuísmo cínico" dos ministros impressiona até para os parâmetros brasileiros. A CPI da Lava Toga pretendia investigar a ação de ministros de tribunais superiores. Mas foi barrada por Davi Alcolumbre, que alegou que temia uma crise institucional com a eventual abertura de investigação sobre a cúpula do Judiciário.

Veja a mensagem publicada há pouco por Alessandro Vieira:

Um dos líderes do movimento" Muda ,Senado", Alessandro Vieira voltou minutos depois ao Twitter e foi duro com o relator da ação: "Dá para dizer que Gilmar inaugurou a modalidade Novo Cangaço de interpretação constitucional".

A possibilidade de Maia e Davi Alcolumbre disputarem novo mandato está em julgamento no STF. O julgamento virtual, iniciado pela madrugada, vai até a próxima sexta-feira. Até o momento votaram a favor da reeleição dos presidentes da Câmara e do Senado os ministros Gilmar Mendes, que é o relator, e Dias Toffoli. Já o novato Kassio Nunes Marques se manifestou a favor da possibilidade de o presidente do Senado buscar novo mandato, mas se posicionou contra a reeleição do presidente da Câmara, por este já estar reeleito.

Quem é Alessandro Vieira

Alcolumbre pode tentar reeleição; Maia não, considera Nunes Marques

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!