Ministro Benedito Gonçalves, do STJ, está com covid-19

O ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), testou positivo para covid-19. Segundo informações da assessoria, ele está bem e vai continuar despachando e cumprindo o isolamento em casa.

Com a confirmação, Benedito já é a oitava autoridade a testar positivo pra covid-19 após participar da posse de Luiz Fux como presidente do Supremo Tribunal Federal. Antes dele, já foram confirmados os casos do próprio Luiz Fux; os  ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luiz Felipe Salomão e Antônio Saldanha Palheiro; a presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Maria Cristina Peduzzi; o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o procurador-geral da República, Augusto Aras, e o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Diante do alto número de infectados, Fux publicou uma nota:

Diante de informações da imprensa acerca da contaminação de autoridades pelo novo coronavírus, a Presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) vem prestar solidariedade e votos de ampla recuperação aos que eventualmente contraíram a Covid-19.

O Tribunal destaca que todas as medidas de segurança, protocolos e procedimentos recomendados pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde foram adotados rigorosamente para a realização da solenidade de posse da nova gestão (2020-2022).

Vale lembrar que somente 20 por cento dos assentos do Plenário da Corte foram ocupados. Houve obrigatoriedade do uso de máscaras; todos os presentes foram submetidos à medição de temperatura corporal; dezenas de totens com álcool-gel foram alocados em pontos estratégicos do Tribunal; além de outras providências, como plantão médico e UTI móvel, foram tomadas.

O Supremo Tribunal Federal, por meio do setor de Cerimonial, está em contato com os convidados que estiveram presentes à solenidade para alertá-los sobre a importância de buscarem serviço médico, caso tenham se exposto de alguma forma também em outros eventos fora do STF. A Secretaria de Serviços Integrados de Saúde (SIS) do Tribunal também está atenta e à disposição dos servidores para orientá-los sobre eventual realização de testes e procedimentos a serem adotados em casos positivos.

O STF, desde o início da pandemia, tem demonstrado elevado senso de responsabilidade, seja ao dar prioridades aos julgamentos de casos que envolvam a Covid-19, seja ao implementar trabalho remoto para seus servidores e colaboradores ou mesmo ao implantar ferramentas tecnológicas que permitam a efetiva prestação jurisdicional, preservando o distanciamento social e a segurança dos operadores do Direito.

De qualquer forma, ainda que esteja segura quanto às medidas de precaução adotadas dentro de suas instalações, a Corte Suprema brasileira estuda novos procedimentos para tornar ainda mais segura a presença de servidores e visitantes do STF.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!