Manifestantes barram carro de Toffoli e o chamam de hiena

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, foi cercado por manifestantes quando deixava um evento na tarde desta quarta-feira (30). Homens e mulheres vestidos de amarelo seguravam faixas que chamavam os ministros do STF de hienas. Os presentes gritavam "fora Toffoli" e "prisão em segunda instância já".

> STF caminha para derrubar prisão em segunda instância, afirma advogado

Toffoli estava em um evento da Folha de S. Paulo e segundo o jornal, ele havia dito no evento que os partidos políticos viraram instrumentos de poder. Mesmo sem citar nenhuma sigla, levantou-se a suspeita de estar falando do PSL, partido do presidente que tem vivido uma intensa crise há mais de um mês pelo comando da legenda.
Jair Bolsonaro (PSL) havia publicado um vídeo na última segunda-feira (28) sugerindo que é um leão atacado por hienas do PT, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Supremo Tribunal Federal (STF). Após repercussão negativa ele apagou a publicação e pediu desculpas.
Durante a terça-feira (29), Delegado Waldir (PSL-GO) também havia chamado o presidente Bolsonaro de hiena. "Ele, o governo e o PSL comandado pelo Eduardo Bolsonaro são as hienas dos soldados, cabos e sargentos do Exército, Marinha e Aeronáutica", disse Waldir.

> Bolsonaro pede a PGR que Bivar saia do comando do PSL; leia íntegra

Catarse

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!