Luiz Fux é eleito presidente do STF; posse será em setembro

O Supremo Tribunal Federal (STF) será presidido pelo ministro Luiz Fux a partir de 10 de setembro. A eleição foi realizada durante sessão na tarde desta quinta-feira (25). Previsto para agosto, o pleito foi antecipado para facilitar a transição em meio à pandemia.

É uma tradição que o ministro com mais tempo de tribunal e que ainda não tenha ocupado o cargo seja eleito para presidir o STF. A ministra Rosa Weber foi eleita hoje como a próxima vice-presidente do STF, cago hoje ocupado por Fux.

Luiz Fux era ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) até 2011, quando tomou posse como membro do STF. Ele foi indicado para o cargo pela ex-presidente da República Dilma Rousseff. Magistrado de carreira desde 1983, o ministro foi responsável pela elaboração do Código de Processo Civil (CPC), aprovado pelo Congresso em 2015.

Apesar de ter sido indicado durante um governo petista, o ministro é visto com bons olhos pelos procuradores da Lava Jato.

Conforme a Vaza Jato mostrou, em abril de 2016 o procurador federal Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato no Paraná, contou ao então juiz federal Sérgio Moro ter encontrado Fux e que o magistrado disse para "contarmos [a força-tarefa da Lava Jato] com ele para o que precisarmos, mais uma vez". Moro, então, respondeu: "In Fux we trust" (confiamos em Fux, em inglês).

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!