Lava Jato: PT ingressa com notícia-crime contra procuradores

Deputados e senadores do PT ingressaram no Supremo Tribunal Federal (STF) com notícia-crime pedindo investigação sobre atos dos procuradores Deltan Dallagnol e Roberson Pozzobon, da força-Tarefa da Lava Jato. Na ação, os parlamentares pedem abertura de processo criminal contra os procuradores, com base em mensagens obtidas pelo site The Intercept Brasil.

 

As divulgações do Intercept apontam que Dallagnol e Pozzobon discutiam estratégias para fazer eventos e palestras como forma de lucrar com fama gerada pela operação. Com base na denúncia, a Corregedoria do Conselho Nacional do Ministério Público já instaurou processo disciplinar contra os dois procuradores da Lava Jato.

As duas bancadas protocolaram também duas outras petições: Na primeira, pedem ao Conselho Nacional de Justiça, que abra  investigação sobre uso de recursos da 13º Vara Federal para financiamento de um vídeo promocional sobre medidas anticorrupção.

Na segunda, no mesmo Conselho Nacional do  Ministério Público, cobram a adoção de medidas administrativas e legais a fim de identificar os financiadores do filme A Lei  é para Todos, incluindo investigação sobre o uso de recursos da 13º Vara Federal de Curitiba para a realização da película.

>> Dallagnol rejeita convite da Câmara para explicar conversas com Moro

>> Dallagnol é alvo de novo processo disciplinar no Conselho do MP

DallagnolLava-JatoprocuradoresPTSTF