E-mail enviado a magistrados ameaça de morte juízes, deputados e familiares

Os magistrados do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) receberam uma ameaça via e-mail nesta quarta-feira (20). A mensagem tinha como título: "Sentença de morte aos traidores da pátria".

"Aos políticos, juízes, promotores, mefíticos e vagabundos de toda sorte", inicia a mensagem. "O Brasil chegou a um ponto onde não é mais possível resolver os problemas através da razão e do bom senso. Por esse motivo, a partir de agora, serão resolvidos através da execução do ESTADO DE SÍTIO, sob comando do exmo. Gen. de Exército Walter Souza Braga Neto", afirma a mensagem.

"Por isso, convocamos a população para MATAR EM LEGÍTIMA DEFESA DE SI MESMO E DA PÁTRIA políticos, juízes, promotores, chefes de gabinetes, assessores, parentes, amigos, protetores, e demônios de toda sorte", diz o texto.

"MATEM TODOS. MATEM JUÍZES, MATEM PROMOTORES, MATEM DEPUTADOS, PREFEITOS, VEREADORES, PARENTES, FILHOS, NETOS E AMIGOS. BASE LEGAL PARA A SENTENÇA DE MORTE", diz o e-mail.

O Congresso em Foco procurou o TJDFT, que afirmou que que a Polícia Civil já foi acionada. "Diante do teor da mensagem, de imediato, o Tribunal requisitou providencias da Comissão de Segurança Permanente do TJDFT que acionou a Polícia Civil do Distrito Federal para apurar o ocorrido".

Em nota enviada ao Correio Braziliense, Braga Neto repudiou a mensagem. "A Casa Civil esclarece que o Ministro Braga Netto repudia o conteúdo dos e-mails citados e o uso indevido de seu nome. Por fim, externa que solicitará a rigorosa apuração da autoria e a responsabilização 'os envolvidos.”

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!