Celso de Mello vai tirar licença do STF por tempo indeterminado

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), vai se afastar da Corte por tempo indeterminado para a realização de um tratamento de saúde.

O gabinete confirmou a informação, mas não deu detalhes sobre o afastamento. No início do ano, o decano passou por uma cirurgia no quadril. Celso de Mello deixa definitivamente os trabalhos na Corte em novembro de 2020, quando completa 31 anos de atuação no Supremo.

A ausência do ministro pode impactar o julgamento de casos como o da suspeição do ex-juiz Sergio Moro. Demais ministros da 2ª turma do STF, do qual Celso de Mello faz parte, vão analisar o caso.

O ministro também é relator do inquérito que investiga se o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir na autonomia da Polícia Federal.

> Celso de Mello suspende processos contra Deltan Dallagnol

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!