Bolsonaristas jogam fogos de artifício contra o STF para simular bombardeio

Um grupo de bolsonaristas fizeram um ato com fogos de artifício contra a sede do Supremo Tribunal Federal (STF) na noite de sábado, para simular bombardeios. Os manifestantes gritavam palavras como: "Desafia o povo, seus bandidos", "está entendendo o recado? Olha a direção dos fogos, seus bandidos". A autoria está sendo apontada como sendo dos 300 do Brasil, porém, o grupo ainda não se manifestou oficialmente sobre o fato.

Xingamentos contra os ministros do Supremo e a frase de Jair Bolsonaro "acabou, porra", também foram entoadas pelo grupo. Alguns fogos de artifício chegaram a estourar no teto do prédio."Vamos derrubar vocês, seus comunistas", disse um dos manifestantes.

O ato aconteceu às 21h30, segundo um dos manifestantes foi para mostrar aos ministros do Supremo e ao Governo do Distrito Federal que não irão "arregar".

A líder do grupo é alvo de ações da Suprema Corte, por suspeita de integrar uma quadrilha que cria e espalha ameaças e fake news contra o Supremo. Ainda no sábado, o grupo teve seu acampamento desmontado por ordens do governador Ibaneis Rocha, o que explicaria a ameaça contra ele.

O grupo comandado por Sara Winter, ainda não negou e nem assumiu a autoria do ato, mas no final da tarde, eles subiram na parte externa do Congresso Nacional e ameaçaram invadir o poder Legislativo, mas foram impedidos pela Polícia Legislativa.

Bolsonaristas pretendiam fazer uma manifestação neste domingo (14) até a Praça dos Três Poderes, mas o governador Ibaneis Rocha fechou a Esplanada dos Ministérios, avenida principal que dá acesso ao local.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!