Advogados e juízes elogiam indicação de Kassio Nunes ao STF

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, manifestaram apoio à indicação de Kassio Nunes ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Por meio de nota, a A AMB disse apoiar a indicação e que "reitera a confiança na independência e na capacidade técnica do magistrado para ocupar o cargo na mais alta corte do país, em conformidade com a Constituição e as leis da República".

Já a Ajufe parabenizou o desembargador pela indicação para integrar o Supremo e disse que "além de estar habituado a julgar os temas complexos e de competência do Judiciário da União, tem uma trajetória profissional e formação acadêmica consistentes".

A Associação diz ainda que o magistrado "preenche os requisitos constitucionais para o cargo e saberá desempenhar sua futura função com empenho, dedicação e equilíbrio".

Vozes contrárias

Apesar das felicitações das entidades de Direito, apoiadores de Jair Bolsonaro criticaram a escolha do desembargador para a cadeira de ministro.

Em um vídeo publicado na tarde de ontem, o pastor Silas Malafaia reagiu com veemência ao nome de Kassio Nunes Marques ao STF. "O presidente não teria necessidade de colocar um 'terrivelmente evangélico'", reconheceu o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, "mas um 'terrivelmente de direita', sim". O líder evangélico disse que a indicação atende "o Centrão, o PT, a Esquerda, corruptos, quem é contra a Lava Jato"– e o senador Ciro Nogueira (PP-PI), citado nominalmente por Malafaia.

A deputada Carla Zambelli (PSL-SP) disse que preferia outro nome.

Outros nomes conhecidos na base de apoio Bolsonarista também apontaram desgosto com a indicação de Kassio Nunes Marques.

Ontem (1º) ao anunciar o nome do magistrado durante uma transmissão ao vivo, Bolsonaro reafirmou que a segunda indicação ao STF a que terá direito, em 2021, segue reservada para um evangélico. “Tenho certeza de que vocês vão gostar do trabalho dele no Supremo”, disse.

> “Errou grotescamente”: indicação ao STF irrita evangélicos e bolsonaristas

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!