Collor debocha de atos pelo impeachment de Bolsonaro

No mês em que se completam 29 anos da abertura de seu processo de impeachment na Câmara, o ex-presidente Fernando Collor ironizou os atos pelo afastamento de Jair Bolsonaro realizados neste domingo (12) em pelo menos 15 capitais. Aliado de Bolsonaro, Collor escreveu uma série de tuítes ridicularizando o número de pessoas que participaram dos protestos, convocados pelo MBL, pelo Livre e pelo Vem pra Rua. "O que está acontecendo hoje em Brasília? Fazia tempo que não via o trânsito tão bom”, escreveu. “Acabei de escutar no rádio… tem mais vendedor ambulante que manifestante, no momento.”

No último Sete de Setembro Collor publicou vídeo de apoio a Bolsonaro, vestindo uma camisa amarela da seleção brasileira. Os atos deste domingo, que não tiveram o apoio de partidos da esquerda, como PT e Psol, reuniram número bem inferior de pessoas na comparação com o registrado no feriado da Independência. A esquerda convocou para 2 de outubro e 15 de novembro novos atos com o presidente.

Veja a série de tuítes de Collor:

Ato pró-impeachment de Bolsonaro tem baixa adesão em Brasília

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo