“Se engana quem pensa que vai nos separar”, diz Bolsonaro sobre o filho Carlos

Depois de discutir com aliados do pai, o vereador Carlos Bolsonaro (PSL) ganhou afagos do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Em homenagem publicada nas redes sociais, Bolsonaro atribui ao segundo filho, que hoje completa 36 anos, parte de sua vitória e descartou qualquer possibilidade de afastamento entre os dois. "Se enganam aqueles que pensam que vão nos separar. Nossos laços vão muito além de algo em comum", escreveu o presidente eleito. "Meu Pitbull, obrigado sempre por estar por perto, jamais querendo aparecer ou ter ganhos pessoais", acrescentou.

Carlos foi o coordenador das redes sociais do pai até o início do governo de transição, quando anunciou seu desligamento das funções e retornou ao mandato de vereador, do qual estava licenciado. Seu afastamento foi atribuído a divergências com o advogado Gustavo Bebianno, futuro ministro da Secretaria Geral da Presidência.

> Carlos Bolsonaro deixa oficialmente redes sociais do pai

Na semana passada, Carlos Bolsonaro publicou uma mensagem enigmática no Twitter em que dizia que a morte do pai interessava aos "que estão muito perto". “Principalmente após a sua posse! É fácil mapear uma pessoa transparente e voluntariosa. Sempre fiz minha parte exaustivamente. Pensem e entendam todo o enredo diário!”

Nesta semana ele voltou às redes para criticar o deputado eleito pelo PSL Julian Lemos (PB), a quem acusou de “tentar aparecer” à sombra do presidente eleito. Julian faz parte da equipe de transição do governo e fez campanha eleitoral como coordenador de Bolsonaro no Nordeste, papel que, segundo Carlos, ele nunca exerceu. Julian respondeu: "Na minha casa o que meu pai falava era respeitado, na minha casa eu aprendi honrar pai e mãe”. “Um homem quando está em paz não quer guerra com ninguém”, acrescentou.

Na mensagem que publicou em comemoração ao aniversário do filho, Bolsonaro diz que Carlos foi o primeiro a aceitar o desafio de “encarar os ventos das adversidades” e fez alusão ao papel importante que ele desempenhou durante a campanha. “Muito mais acertos que erros, Carlos sempre foi e é decisivo em nossas conversas”, afirmou sobre o segundo filho. O presidente eleito ainda destacou a importância de Carlos em sua recuperação do atentado.

Repouso

Bolsonaro anunciou na manhã desta sexta (7), no Twitter, que cancelou seus compromissos do dia por questões de saúde. "Em razão da extensa rotina e agenda nos últimos dias e poucas horas de sono, em conversa com a equipe médica que me acompanha, recebi recomendação expressa de, no dia de hoje, repousar", escreveu.

Pela agenda, o presidente eleito viajaria de Brasília a Pirassununga (SP), onde acompanharia uma cerimônia de formação de cadetes da Academia da Força Aérea. Com a mudança de planos ele voou direto para o Rio de Janeiro e parabenizou os militares também pelo Twitter.

"Lamento a ausência na Cerimônia de Declaração de Novos Aspirantes da Força Aérea Brasileira! Cumprimento os formandos e suas respectivas famílias e lhes desejo continuados êxitos e novas conquistas! Brasil acima de tudo; Deus acima de todos!"

 

> Morte de Bolsonaro interessa aos que “estão muito perto”, diz filho do presidente eleito

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!