Salles ironiza saldo da COP com churrasco: “Para compensar emissões”

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que mais cedo disse que a COP25 “não deu em nada”, voltou a ironizar o resultado da Conferência das Partes da Organização das Nações Unidas (ONU) nas suas redes sociais na tarde deste domingo (15). Ele publicou a foto de um prato de churrasco e sugeriu esta foi a refeição escolhida para a despedida de Madrid para poder compensar as emissões de gases poluentes realizadas pelo Brasil na COP.

> COP25: sociedade civil pede ajuda internacional para a Amazônia

“Para compensar nossas emissões na COP, um almoço veggie!”, ironizou Salles no Twitter. O post já teve mai de 10 mil curtidas e mais de 1,6 mil comentários. Veja:

A foto do churrasco foi mal vista pelos ambientalistas que reclamam que o avanço do desmatamento na Amazônia é resultado da expansão da agropecuária, pelos defensores das causas animais e também porquem acusou o ministro de estar usando dinheiro público para comer churrasco na Espanha. Porém, foi vista por um “deboche engraçado” pelos apoiadores do ministro e do governo de Jair Bolsonaro.

Mais cedo, Salles já havia postado um vídeo no Twitter reclamando dos resultados da COP25. O ministro foi à Madrid com a intenção de cobrar o pagamento dos créditos de carbono previstos pelo Acordo de Paris, mas não obteve esse aporte financeiro por conta da alta registrada pelo desmatamento neste ano e ainda recebeu o prêmio de “Fóssil do Ano”. Por isso, disse que a COP25 não deu em nada: “Protecionismo e hipocrisia andaram de mãos dadas”, reclamou, dizendo que a comunidade internacional sabia dar “pitaco”, mas não queria pagar pela preservação da Amazônia. Veja

> Ricardo Galvão: Nature dá resposta ao negacionismo da ciência

> Tenha a melhor cobertura do Congresso de graça no seu Whatsapp

AmazôniachurrascoCOP25desmatamento na AmazôniaMadridministério do meio ambienteRicardo Salles