Psol pede CPI para investigar cheques de Queiroz a Michelle Bolsonaro

A bancada do Psol na Câmara começou a coletar assinaturas para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar pagamentos feitos por Fabrício Queiroz à primeira-dama Michelle Bolsonaro. Segundo reportagem da revista eletrônica Crusoé,  o ex-policial militar depositou pelo menos 21 cheques na conta de Michelle. As transações, feitas entre 2011 e 2018, somam R$ 72 mil.

Segundo a revista eletrônica, as transferências foram identificadas na quebra de sigilo bancário de Queiroz. A revelação contraria a versão dada pelo presidente Jair Bolsonaro de que o depósito no valor de R$ 24 mil, conhecido desde dezembro de 2018, era parte do pagamento de um empréstimo de R$ 40 mil que fizera ao ex-policial, seu amigo desde 1985. O repasse, na época, foi considerado atípico pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

Queiroz e Flávio Bolsonaro são investigados pela suspeita de comandarem um esquema de apropriação de salário de servidores do gabinete do filho do presidente quando era deputado estadual no Rio de Janeiro, a chamada “rachadinha”.


 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!