Presidente do DEM sobre mensagem de Carlos: “Não há risco institucional”

O presidente nacional do Democratas, ACM Neto, minimizou nesta terça-feira (10) o conteúdo da mensagem escrita pelo segundo filho do presidente Jair Bolsonaro, Carlo Bolsonaro, na qual ele diz que o Brasil "não muda por vias democráticas".

"Isso é algo completamente fora de propósito. Não há absolutamente nenhum risco institucional para o país. Não tem apoio nem no próprio governo", disse o dirigente partidário ao Congresso em Foco.

> Bolsonaro desfila em carro aberto acompanhado de Carlos no 7 de setembro

Na noite de segunda-feira (9), o vereador pelo PSC do Rio de Janeiro disse que a mudança que o governo de seu pai deseja não acontece de forma rápida se for feita de maneira democrática.

O ex-presidente do PSL e ex-ministro da Secretaria Geral de Bolsonaro, Gustavo Bebianno, afirma que a ideia defendida por Carlos "se não preocupa, deveria" e que o vereador fez um "balão de ensaio" para testar se suas ideias de ruptura democrática encontram apoio entre a população.

Leia as mensagens no Twitter de Carlos Bolsonaro:

Também por meio do Twitter, o PSDB divulgou uma nota repudiando a declaração do filho do presidente:

Até a manhã desta terça-feira o assunto estava entre os mais comentados do Twitter no Brasil , com os assuntos "Carluxo" e "Tonho da Lua" [apelidos de Carlos] em terceiro e quarto lugar respectivamente nos temas mais repercutidos.

>Bebianno sobre saída de Frota: “PSL não pode se transformar em um quartel”
>Bolsonaro desperta rumores ao compartilhar texto sobre dificuldades para governar o país

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!