“Precisa ser expulsa da CCJ”: deputados reagem a incentivo de Kicis a motim

Deputados federais reagiram às postagens da deputada Bia Kicis (PSL-DF) incentivando um motim da Polícia Militar da Bahia. Kicis, que é presidente da CCJ, disse que as ordens do governador Rui Costa são ilegais e não devem ser cumpridas. Na reação, os parlamentares destacam o desrespeito à Constituição na posição da parlamentar e defendem que ela não tem condições de permanecer na CCJ.

A deputada Fernanda Melchionna (PSOL-RS), coordenadora do partido na CCJ  também criticou as declarações de Bia Kicis.

"É inacreditável que a presidente da CCJ, que deveria ser um exemplo de respeito à Constituição, se sinta à vontade para espalhar noticias falsas. Há tempos o PSOL alerta para os efeitos nefastos, para toda a população, do adoecimento mental dos policiais. Bia Kicis utilizou o fato de um PM em surto ser morto ao atacar colegas a tiros na Bahia para faturar politicamente com a tragédia. Anuncio que iremos trabalhar com todas as forças para inviabilizar o funcionamento da CCJ enquanto ela seguir presidida por esta fascista. O limite do bom senso já foi superado há muito tempo e qualquer condescendência com as atitudes de Bia Kicis é cumplicidade com crimes."

Continuar lendo