Partido ligado à Universal discute nome para o Ministério da Cidadania

O Ministério da Cidadania, hoje ocupado por Onyx Lorenzoni (DEM), deve ir para as mãos do Republicanos, partido ligado à igreja Universal e que hoje abriga o senador Flávio Bolsonaro (RJ), filho do presidente. O que se discute agora é quem será o indicado para a pasta. A decisão está nas mãos do deputado Marcos Pereira, que preside o partido. 

Com a troca, Onyx Lorenzoni vai assumir a Secretaria Geral da Presidência. O Ministério da Cidadania  é responsável pelos programas sociais do governo, como o Bolsa Família.

De acordo com lideranças partidárias e fontes da legenda consultadas pelo Congresso em Foco, o principal cotado é o deputado baiano Márcio Marinho. Ele é bispo da Universal, está em seu quarto mandato na Câmara Federal e, segundo o índice de governismo do Radar do Congresso - plataforma de dados do Congresso em Foco - votou com o governo em 95% das votações nominais da Casa. 

Também disputa a indicação o deputado João Roma (BA). Roma é aliado de ACM Neto, que se aproxima do governo com a briga de Rodrigo Maia com o DEM. O deputado esteve alinhado ao governo em 93% das votações.

Outro deputado que disputa a indicação é Jhonatan de Jesus (RR), que liderou a bancada do partido na Câmara entre 2019 e o começo de 2021. O alinhamento de Jhonatan ao governo nas votações nominais durante o governo Bolsonaro é de 94%.

Colaborou: Sylvio Costa

 

Continuar lendo