Outdoors cobram Pacheco a instalar CPI da covid-19

Além do presidente da República Jair Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), também virou alvo de outdoors que cobram ações de combate à pandemia. No caso do senador, as placas têm sido espalhadas em Minas Gerais e pedem a instalação de uma CPI para apurar irregularidades cometidas pelo governo federal na crise sanitária.

O advogado Lucas Paulino, listado como um dos "detratores" em relatório do governo federal, tem divulgado em seu perfil no Twitter os outdoors já instalados.

Integrante do Movimento Acredito, Paulino divulgou a prestação de contas da confecção das placas e, até a última atualização desta reportagem, informou que 366 doadores ajudaram a arrecadar um total de R$ 31.131,26. Com o valor, diz, já foram contratados 14 outdoors ao custo total de R$ 24.450,00.

A morte de Major Olímpio (PSL-SP) em decorrência da covid-19 na última quinta-feira (18) fez com que senadores aumentassem a pressão sobre Pacheco pela instauração da CPI da covid-19, que segue engavetada na Casa, mas já conta com assinaturas suficientes para funcionamento.

Resistente a instalar a comissão, Pacheco tem insistido em alternativas que, neste momento da pandemia, diz considerar mais eficazes e propôs a criação de um comitê com representantes dos três poderes.

>Em carta a Kamala Harris, Pacheco pede socorro no combate à covid no Brasil

Continuar lendo