Onyx critica ditaduras e publica vídeo exaltando a ditadura da Arábia

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), compartilhou nesta quarta-feira (8) uma mensagem no Twitter na qual afirma que o governo brasileiro não tem relações  "com ditaduras e tiranetes".

O texto é acompanhado por um vídeo que mostra que o governo de Jair Bolsonaro recebeu investimento de 10 bilhões de dólares da Arábia Saudita, considerada uma das ditaduras mais radicais do mundo.

A Arábia Saudita é uma monarquia absolutista, sistema no qual o rei é chefe de estado e governo. Lei vigente desde 1992 regulamenta que o governo é comandado pelos descedentes de Abd Al Aziz Al Saud. O rei cumpre o papel dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário

A declaração do ministro acontece em meio ao conflito entre Brasil e Estados Unidos. Na terça-feira (7), o Irã revidou ataque dos Estados Unidos e bombardeou bases militares americanas no país do Oriente Médio.

> EUA pedem cuidados extras dos americanos que vivem no Brasil

Entenda o conflito

Os Estados Unidos confirmaram  na sexta-feira (3) a autoria do ataque que matou o chefe da Guarda Revolucionária do Irã, Qassem Solemani, na última quinta-feira (2), o preço do petróleo subiu, manifestações tomaram conta das ruas do Irã e a tensão mundial cresceu.

O presidente iraniano, Hassan Rouhani, afirmou que irá resistir aos Estados Unidos e prometeu vingança.

Em nota, o Ministério das Relações Exteriores não comentou a morte do líder iraniano, mas declarou apoiar os Estados Unidos "na luta contra o flagelo do terrorismo".

A pasta comandada por Ernesto Araújo também afirmou ser necessário evitar confrontos internacionais: "o Brasil está igualmente pronto a participar de esforços internacionais que contribuam para evitar uma escalada de conflitos neste momento".

> EUA x Irã: Bolsa fecha em leva queda de 0,73% e dólar aumenta 0,74%

> Bolsonaro chama retaliação de Irã aos EUA de operação quase suicida

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!