Novo episódio da crise política leva dólar a R$ 5,86; alta no ano já é de 46%

O dólar comercial fechou nesta terça-feira (12) cotado a R$ 5,86, mais alto valor nominal (sem considerar a inflação) desde a criação do Plano Real. Desde o início do ano, a moeda norte-americana acumula alta de de 46%. No dia 2 de janeiro era vendido a R$ 4,02. O Ibovespa recuou 1,51% e encerrou o dia com 77.872 pontos. A perda acumulada no ano chega a 32%.

> Cadastre-se e acesse de graça, por 30 dias, o melhor conteúdo político premium do país

Analistas atribuem os resultados negativos desta terça ao agravamento da crise política com a publicação de notícias sobre o conteúdo da gravação de uma reunião ministerial em que, segundo o ex-ministro Sergio Moro, o presidente Jair Bolsonaro o pressionou a trocar o superintendente da Polícia Federal no Rio de Janeiro.

As principais informações deste texto foram enviadas antes para os assinantes dos serviços premium do Congresso em Foco. Cadastre-se e faça um test drive.

O vídeo foi assistido hoje por investigadores e advogados ligados ao caso. De acordo com a TV Globo e a GloboNews, Bolsonaro disse que, com a troca do superintendente, queria proteger sua família de perseguições. Também há relatos de que houve xingamentos, da parte de ministros, dirigidos ao Supremo Tribunal Federal.

A gravação foi requisitada pela defesa de Sergio Moro no inquérito que apura acusações feitas por ele de que Bolsonaro tentou interferir politicamente na Polícia Federal, motivo alegado pelo ex-juiz para pedir demissão do Ministério da Justiça e da Segurança Pública.

> Navegue no painel da covid-19

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!