Bolsonaro cria grupo para gerir crise hídrica e evitar apagão

O presidente Jair Bolsonaro editou uma medida provisória para criar a Câmara de Regras Excepcionais (Creg) para Gestão Hidroenergética. De acordo com o texto, publicado em edição extra do Diário Oficial da União, o objetivo do órgão é “estabelecer medidas emergenciais para a otimização do uso dos recursos hidroenergéticos e para o enfrentamento da atual situação de escassez hídrica, a fim de garantir a continuidade e a segurança do suprimento eletroenergético no País”.

Logo mais, às 20h, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, fara um pronunciamento em rede nacional, cujo tema deve ser a crise hídrica e as medidas a ser tomadas para evitar um apagão. A Câmara, diz a MP, vigorará até o fim deste ano e será composta pelos ministros:

I - de Minas e Energia, que presidirá o grupo;
II - da Economia, Paulo Guedes;
III - da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas;
IV - da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina;
V - do Meio Ambiente, Joaquim Leite;
VI - do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.


> Centrão impõe derrota a Bolsonaro no voto impresso
> Convocação de Ricardo Barros para depor à CPI deve ser votada nesta terça

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

JUNTE-SE A NÓS

 

Continuar lendo