Mourão vira alvo de bolsonaristas após defender 5G de empresa chinesa

Depois de defender a participação da empresa chinesa Huawei no processo de licitação para construção da rede de internet 5G no Brasil, o vice-presidente Hamilton Mourão passou a ser criticado por bolsonaristas nas redes sociais.

Na segunda-feira (3), Mourão afirmou que "a Huawei tem capacidade acima de seus concorrentes” e que  não teme retaliação dos EUA se o Brasil optar pela empresa chinesa na disputa pelo 5G.

Nesta terça (4), o nome do vice-presidente estava entre os assuntos mais comentados no Twitter, movimento que aconteceu pelas diversas críticas que recebeu de perfis de apoio ao presidente Jair Bolsonaro. Além das críticas anônimas, alguns formuladores da comunicação bolsonarista se manifestaram  sobre o assunto, entre eles apoiadores de Bolsonaro que tiveram as contas em redes sociais suspensas após ação do STF, mas criaram novos perfis para burlar a decisão judicial.


Um dos bolsonaristas mais fervorosos do Congresso, Otoni de Paula (PSC-RJ) também criticou as declarações do vice-presidente.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!