Mourão contradiz Bolsonaro: “Posição do governo é de isolamento social”

O vice-presidente Hamilton Mourão foi na contramão do presidente Jair Bolsonaro (sem patido) e disse que a posição do governo em relação ao combate da pandemia de coronavírus é pelo isolamento e distanciamento social. A declaração de Mourão foi dada nesta quarta-feira (25), durante uma entrevista coletiva do Conselho Nacional da Amazônia Legal.

> Veja as reações de políticos e autoridades contra a fala de Bolsonaro

Nesta terça (24), em pronunciamento em cadeia nacional de televisão, Bolsonaro conclamou a população a voltar à rotina. Para Mourão, o recado do presidente pode ter sido mal compreendido.

“Pode ser que ele [o presidente] tenha se expressado de uma forma, digamos assim, que não foi a melhor, mas o que ele buscou colocar é a preocupação que todos nós tínhamos com a segunda onda como se chama nessa questão do coronavírus. Nós temos uma primeira onda, que é a saúde, e temos agora uma segunda onda, que é a questão econômica", afirmou Mourão.

O vice-presidente disse entender a preocupação do governo com o risco de uma forte inquietação social principalmente nas áreas mais vulneráveis. "O que fica claro é que a posição do governo, até o presente momento é pelo isolamento e pelo distanciamento. Ainda vai se discutir questão de prazos e até onde isso deverá ser levado da forma como está sendo colocado a mais estrita possível", disse o vice-presidente.

A declaração de Mourão deixa ainda mais confusa a abordagem do governo diante da pandemia de covid-19. O governo já voltou atrás em medidas econômicas, atacou os entes subnacionais e agora manda mensagens conflitantes a respeito da melhor forma de a população se portar durante a pademia.

> Caiado rompe com Bolsonaro e presidente se isola de governadores

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!