Moro deve ser o primeiro ministro nomeado por Bolsonaro. Veja a programação da posse presidencial

Considerado o mais poderoso dos ministros da Justiça desde a redemocratização do país, devido às estruturas que acumulará, o ex-juiz Sérgio Moro deve ser o primeiro a ser nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro. De acordo com o roteiro da cerimônia de posse do novo presidente, só depois de Moro os demais ministros assinarão o termo de posse. Eles receberão os cargos de seus antecessores em ato simbólico na quarta (2) e na quinta-feira (3), nos respectivos ministérios.

A nomeação dos ministros está prevista para as 17h30. O ato é apenas um dos pontos de uma extensa programação (veja a íntegra mais abaixo), que começará às 14h45, quando Bolsonaro e seu vice, Hamilton Mourão, e suas respectivas esposas, chegarem à Catedral de Brasília, vindos da Granja do Torto.

O termo de posse presidencial será assinado por Bolsonaro entre as 15h e as 15h45, em cerimônia no Congresso Nacional. Às 16h30 o novo presidente deverá receber a faixa de Michel Temer no Palácio do Planalto e fazer seu discurso para toda a plateia presente no parlatório.

Bolsonaro e Moro no último dia 10, na cerimônia de diplomação do presidente eleito no TSE
Roberto Jayme/TSE
Os organizadores da cerimônia estimam entre 250 mil e 500 mil o número de pessoas presentes à Esplanada dos Ministérios, que estará sob forte aparato de segurança. Mais de 3,2 mil policiais, bombeiros e integrantes das Forças Armadas serão responsáveis pela proteção do novo presidente, das autoridades e do público em geral.

Não poderão ser levados para a Esplanada dos Ministérios armas de fogo, objetos cortantes, drones, produtos inflamáveis, fogos de artifício, apontadores laser, sprays, garrafas, bebidas alcoólicas, guarda-chuva, animais, bolsas e mochilas, máscaras e nem carrinhos de bebê.

Veja a íntegra da programação da posse:

14h45 – Desfile do cortejo presidencial da Catedral de Brasília para o Congresso Nacional.

14h50 – Chegada do cortejo presidencial ao Congresso Nacional.
Bolsonaro será recebido pelo presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira (MDB-CE), e pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ambos acompanhados por suas respectivas esposas. No Salão Negro, ele será recepcionado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, e pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Em seguida, todos seguem para o plenário, onde ele será oficialmente empossado.

15h00 – Abertura, no plenário da Câmara, da sessão solene de posse de Jair Bolsonaro e de seu vice, o general Hamilton Mourão.
Além dos dois, estarão à mesa o presidente do STF, Dias Toffoli, e os presidentes da Câmara e do Senado. Na primeira fila do plenário estarão ex-presidentes da República e chefes de Estado e de governo estrangeiros, além das esposas de Bolsonaro e Mourão.

Depois de pronunciamento de Eunício Oliveira, será executado o hino nacional pela Banda do Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília. Em seguida, será feita a leitura do termo de posse. Bolsonaro assinará o termo e lerá o compromisso constitucional com a defesa da Constituição e fará um pronunciamento.

15h45 – Encerrada a sessão solene no Congresso.

16h00 – Cerimônia de execução do Hino Nacional pela Banda do Batalhão da Guarda Presidencial
Haverá salva com 21 tiros e revista de tropas, além de apresentação da Esquadrilha da Fumaça.

16h15 – Desfile do cortejo presidencial do Congresso Nacional para o Palácio do Planalto.

16h20 – Chegada do cortejo presidencial ao Palácio do Planalto.
Nesse momento, Bolsonaro subirá a rampa presidencial e receberá a faixa de Michel Temer. A Banda do Primeiro Regimento de Cavalaria de Guardas executará, então, o Hino Nacional.

16h30 – Bolsonaro discursará para o público no parlatório.

Bolsonaro e Moro no último dia 10, na cerimônia de diplomação do presidente eleito no TSE
Roberto Jayme/TSE
17h00 – No Palácio do Planalto, o novo presidente e seu vice receberão os cumprimentos dos chefes e dos vice-chefes de Estado e/ou de Governo, dos ministros de Relações Exteriores e dos secretários-gerais de organismos internacionais.

17h30 – Cerimônia de nomeação dos ministros.
Novo titular do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, o ex-juiz Sérgio Moro será o primeiro a ser nomeado. Em seguida, os demais ministros assinarão o livro de posse.

18h15 – Fotografia oficial.
Bolsonaro posa para fotos com todo o seu ministério.

18h25 – Desfile do cortejo presidencial, em carro fechado e com a faixa presidencial, do Palácio do Planalto para o Palácio Itamaraty.
As solenidades de transmissão de cargo de ministros de Estado, de secretários-executivos e de secretários especiais serão realizadas na quarta (2) e na quinta-feira (3) nas respectivas sedes dos ministérios e secretarias.

18h30 – No Itamaraty Bolsonaro será conduzido ao gabinete do novo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, para encontro com os chefes das missões especiais estrangeiras. Além dos líderes estrangeiros e seus representantes, participam da festa diversas autoridades, familiares e outros convidados do novo presidente.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!