Ministro da AGU mobiliza PF para recuperar celular

A Polícia Federal foi mobilizada no último fim de semana para recuperar o celular perdido do ministro da Advocacia Geral da União, André Luiz Mendonça. As informações são da revista Crusoé.

Oito policiais federais e sete policiais militares participaram. O celular foi recuperado.

O aparelho havia sido esquecido em um carro do Uber. O veículo estava na favela de Três Pontas, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O local é comandado pelo tráfico de drogas e milícias.

No boletim de ocorrência não havia o registro do nome do ministro, mas de um delegado da polícia  de nome Ricardo. Na verdade a ordem partiu de Mendonça, que contatou o diretor geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, por medo de informações sigilosas do governo se tornarem públicas.

À revista digital Crusoé, o ministro afirmou que foi usado um nome fictício para que o caso não atraísse atenção.

“Eles (os policiais) me explicaram que falaram isso (que era de um delegado da PF) para não chamar atenção de quem poderia estar com o celular, entendeu? Foi a forma menos chamativa. Porque o valor ali são as informações, né? Informações de estado nas mãos erradas você corre um risco muito grande, ainda mais numa região em que eles me falaram que tinha domínio do tráfico”, declarou.

>> Entenda como hackers tiveram acesso a mensagens de Moro

>> PF suspeita que Moro e Guedes foram vítimas do mesmo hacker

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!