Militar da aeronáutica é anunciado diretor interino do Inpe

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação, Marcos Pontes, escolheu Darcton Policarpo Damião para ser diretor interino do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Por conta de dados sobre o crescimento do desmatamento, Ricardo Galvão foi demitido na sexta-feira (2) pelo presidente Jair Boslonaro  do comando do Inpe.

"A situação, como ele mesmo colocou, ficou muito constrangedora pelo fato de ele ter conversado diretamente com o presidente e discutido internamente com o presidente. O assunto poderia ter sido resolvido dentro aqui do Ministério", disse Marcos Pontes em vídeo divulgado no Instagram.

 

Ver essa foto no Instagram

 

via @mctic - O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações - MCTIC informa que, nesta 2. feira (05), o Dr. Darcton Policarpo Damião foi escolhido para substituir interinamente o Sr. Ricardo Galvão na diretoria do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Darcton Policarpo Damião possui um currículo extenso com graduação em Ciências Aeronáuticas na Academia da Força Aérea - AFA, MBA em Gestão Empreendedora pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica - ITA, mestrado em Sensoriamento Remoto pelo INPE, doutorado em Desenvolvimento Sustentável na Universidade de Brasília - UnB dentre outros cursos. Conheça o curriculo completo: http://lattes.cnpq.br/9879305049177191 Com relação ao processo de escolha do diretor definitivo será por comitê de busca com lista tríplice pelo o MCTIC, em data a ser definida. #mctic #inpe #diretor #interino #anuncio #jairmessiasbolsonaro @jairmessiasbolsonaro

Uma publicação compartilhada por Astronauta Marcos Pontes (@astropontes) em

O presidente interino é graduado na AFA (Academia da Força Aérea), tem MBA pelo ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica), mestrado em Sensorialismo Remoto pelo Inpe e doutorada em Desenvolvimento Sustentável pela UnB (Universidade Nacional de Brasília).

Pontes reforçou a intenção do governo federal de mudar o sistema de medição do desmatamento:

"Todos esses questionamentos e problemas foram positivos para o sistema como um todo. O INPE é um dos meus institutos que eu tenho grande apreço, ele tem credibilidade. O sistema vai ser ainda melhor".

No começo de julho, o Inpe apontou que o desmatamento no Brasil foi de 75 quilômetros quadrados e cresceu 8,5% no ano de 2018. No dia 21 de julho, o presidente Jair Bolsonaro criticou o Inpe e declarou que os dados sobre desmatamento fazem "campanha contra o Brasil".

Em entrevista ao jornal Estado de São Paulo, Ricardo Galvão disse que "Bolsonaro é um covarde". Em seguida, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes convocou Galvão para prestar esclarecimentos sobre as declarações dada a imprensa, por isso, a demissão já era esperada.

> Desmatamento cresceu 8,5% em 2018, aponta Inpe

> Marcos Pontes concorda com Bolsonaro sobre críticas ao Inpe

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!