MDB não pediu cargos a Bolsonaro, diz líder na Câmara

O deputado Baleia Rossi (MDB-SP) afirmou ontem que o partido "não reivindicou cargos" no governo de Jair Bolsonaro (PSL) a partir do ano que vem. A bancada da legenda na Câmara se reuniu nesta terça-feira (4) com Bolsonaro, no Centro Culutral Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, onde atua a equipe de transição. Segundo Rossi, 34 parlamentares da sigla estiveram no encontro, sendo 9 "novatos" e 25 reeleitos no último mês de outubro.

O partido já foi contemplado na Esplanada de Bolsonaro (o deputado Osmar Terra, do MDB-RS, chefiará o novo Ministério da Cidadania, que unirá Desenvolvimento Social, Cultura e Esporte), mas segundo Rossi, esta indicação não foi partidária. "Coroou o deputado do MDB, que fez um grande trabalho no ministério do Desenvolvimento Social", disse Rossi. A reunião foi a primeira de uma série de encontros com bancadas partidárias que Bolsonaro faz nesta semana.

O líder reiterou a posição oficial do MDB, anunciada no Twitter na última segunda-feira (3), de que o partido será independente no Congresso, mas deu a entender que a maior parte da agenda de Bolsonaro será apoiada. "Não temos pretensão de de indicar ninguém, mas temos a responsabilidade de debater uma agenda programática, que possa significar geração de emprego, melhora na economia, melhora na qualidade de vida da população", afirmou o parlamentar.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!