Marta Suplicy barra indicação de deputado réu e em fim de mandato para a Anvisa

A presidente da Comissão de Assuntos Sociais do Senado, Marta Suplicy (sem partido-SP), afirmou nesta quarta-feira (19) que os parlamentares não vão apreciar a indicação do líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE), para a diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A decisão do presidente Michel Temer (MDB) foi classificada como "lamentável" pela senadora, que informou não ter nomeado relatoria para que se faça a sabatina do parlamentar para o cargo.

> Raquel Dodge pede condenação de líder do governo no Congresso

"Não faz sentido e não tem cabimento a decisão, no apagar das luzes", protestou Marta, em nota.

O deputado, que não terá mandato em 2019 por ter perdido as eleições para o Senado em outubro, é réu em dois processos por crime de responsabilidade, relativos ao período em que era prefeito de Pirambu (SE), e em outra ação por improbidade administrativa.

Além dessas ações, Moura chegou a responder por tentativa de homicídio, mas essa acusação foi arquivada pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), no fim do ano passado.

Segundo Marta, "essa é a quarta indicação fora dos critérios técnicos e éticos" da comissão temática.

 

Réu em fim de mandato, líder do governo é indicado por Temer para dirigir a Anvisa

> Um em cada três deputados é acusado de crimes. Veja a lista dos investigados

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!