Lula pede que Biden una maiores economias do mundo para discutir vacina

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que cabe ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, convocar urgentemente uma reunião do G20, o grupo das 20 maiores economias, com o objetivo de discutir a distribuição de vacinas em todo o mundo.

A declaração foi feita por Lula à jornalista Christiane Amanpour, da CNN norte-americana:

No trecho veiculado pela jornalista, ex-presidente disse acreditar que o volume a mais de vacinas comprado pelos EUA poderia ser doado a países emergentes e em desenvolvimento, como o Brasil.

"Uma sugestão que eu gostaria de fazer ao presidente Biden que é importante chamar urgentemente uma reunião do G20. Colocar os principais líderes do mundo numa mesa com um uma coisa, um assunto: vacina, vacina, vacina", disse Lula.

"Eu peço isso ao presidente Biden para fazer isso, porque eu não confio no meu governo", justificou o petista, referindo-se a Jair Bolsonaro.

Lula diz que poderia ter feito o mesmo pedido ao hoje ex-presidente Donald Trump, que deixou o cargo em janeiro, mas que considera Biden, que tomou posse há dois meses, "um sopro da democracia no mundo". Biden foi vice-presidente de Obama entre 2008 e 2010, nos últimos anos de governo Lula.

O ex-presidente comentou a entrevista em seu Twitter, mas não indicou quando ela irá ao ar. Nesta semana, a jornalista também entrevistou, em inglês, o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.


> Governo Bolsonaro ganha na Justiça direito de celebrar o golpe de 1964
> “Se ele é genocida, você é vagabundo”: Bolsonaro gera bate-boca na CCJ

Continuar lendo