Moro: “Jamais concorreria contra o presidente Jair Bolsonaro”

O ministro da Justiça, Sergio Moro, afirmou neste domingo (20) que apoia a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PSL) em 2022 e que "jamais concorreria" contra o militar. "O presidente manifestou o desejo de buscar a reeleição e, se isso acontecer mesmo, evidentemente, como parte do governo, eu tenho o dever até de lealdade", disse no programa Poder em Foco, do SBT.

> “Alguns relatos já foram provados falsos”, diz Moro sobre tortura no Pará

Moro disse também ser "pouco provável" que ele venha a concorrer em alguma eleição nos próximos anos, mas deixou a possibilidade em aberto. "Acho pouco provável. Agora o futuro, né? O futuro é distante", comentou.

Segundo o ex-juiz, não há "nenhum demérito" na política, mas ele tem um perfil mais técnico do que político-partidário. "As pessoas fazem uma série de especulações, mas, da minha avaliação, eu tenho um perfil mais técnico. Não de juiz, né? Vamos admitir, eu tô fora da carreira, mas eu tô tentando realizar um trabalho aqui relevante em uma área que, modestamente, humildemente, eu tenho algum conhecimento", disse.

O ministro da Justiça classificou como "muito boa, ótima" a sua relação com o presidente e disse que conversava frequentemente com ele. "Falo com ele com frequência, por mensagem, telefone ou pessoalmente. Então é uma relação muito boa. Tem uma convergência muito grande em relação a essa necessidade de termos 1 sistema judicial mais efetivo, melhorar a segurança pública”, disse.

> Moro defende Bolsonaro no caso das candidaturas laranjas

> Moro deve ser convocado na Câmara para explicar denúncia de tortura no Pará

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!