IBGE adia Censo para 2021 por risco de contaminação por covid-19

Devido à pandemia do covid-19, o IBGE anunciou esta semana que vai adiar para o próximo ano a realização do Censo demográfico, previsto para ter início em abril deste ano. O instituto considerou as recomendações do Ministério da Saúde e a impossibilidade de concluir no prazo a pesquisa que depende de uma metodologia predominantemente presencial, com uma"estimativa de visitas de mais de 180 mil recenseadores a cerca de 71 milhões de domicílios em todo o território nacional", de acordo com o IBGE.

As últimas notícias sobre a pandemia de covid-19 no Brasil

O orçamento previsto para a realização do Censo deste ano foi realocado para o Ministério da Saúde desempenhar ações de enfrentamento ao coronavírus. No ano que vem, a pasta acordou em destinar o orçamento no mesmo montante para assegurar a realização do Censo pelo IBGE.

O Censo de 2021 será realizado a partir do 31 de julho, com coleta de dados prevista entre 1º de agosto e 31 de outubro do ano que vem. O IBGE também informa que o processo seletivo para contratação de funcionários para trabalhar na pesquisa e supervisores está suspenso. Os candidatos que já fizeram o pagamento da inscrição serão reembolsados.

Leia a íntegra da nota do IBGE

Em função das orientações do Ministério da Saúde relacionadas ao quadro de emergência de saúde pública causado pelo COVID-19, o IBGE decidiu adiar a realização do Censo Demográfico para 2021.

A decisão leva em consideração a natureza de coleta da pesquisa, domiciliar e predominantemente presencial, com estimativa de visitas de mais de 180 mil recenseadores a cerca de 71 milhões de domicílios em todo o território nacional.
Considera, do mesmo modo, a impossibilidade de realização, em tempo hábil, de toda a cadeia de treinamentos para a operação censitária, cuja primeira etapa se iniciaria em abril de 2020, de forma centralizada, e posteriormente replicada em polos regionais e locais até o mês de julho.

Para a realização da operação censitária em 2021, o IBGE estabeleceu formalmente com o Ministério da Saúde o compromisso de realocar o orçamento do Censo 2020 em prol das ações de enfrentamento ao coronavírus, mantidas por aquele Ministério. Em contrapartida, no próximo ano, o Ministério da Saúde realocará orçamento no mesmo montante com vistas a assegurar a realização do Censo pelo IBGE.

De modo a contemplar a data de referência dos últimos Censos realizados no Brasil, o próximo Censo Demográfico terá como data de referência o dia 31 de julho de 2021, com coleta de dados prevista entre 1º de agosto e 31 de outubro de 2021.

O processo seletivo para contratação de recenseadores e supervisores está suspenso. Candidatos que já efetuaram pagamento de inscrição serão reembolsados conforme orientações a serem publicadas nos próximos dias.
Conselho Diretor do IBGE
17 de março de 2020

Formas de combater pandemia dividem profundamente o governo. Entenda como e por quê

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!