Governo entrega ao STF vídeo de reunião ministerial citada por Moro

A Advocacia-Geral da União (AGU) entregou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o vídeo da reunião ministerial do governo citada por Sergio Moro em seu depoimento à Polícia Federal. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, colocou o material sob sigilo temporário e prometeu levantar esse sigilo "em momento oportuno".

> Troca na PF do Rio faz delegados suspenderem nota de apoio a novo diretor

Segundo Sergio Moro, na reunião em questão o presidente Jair Bolsonaro o ameaçou de demissão caso ele se recusasse a trocar o comando da Polícia Federal. Este foi o estopim e o motivo que levou o ministro a sair do governo, segundo o mesmo.

“Determino que incida, em caráter temporário, a nota de sigilo sobre o HD externo encaminhado a esta Corte, no dia de hoje, pelo Senhor Advogado-Geral da União, mediante petição protocolada sob o nº 29.860/2020”, afirmou o ministro.

“Esse sigilo, que tem caráter pontual e temporário – autorizado pela cláusula inscrita no art. 5º, inciso LX, da Constituição da República, cuja possibilidade de aplicação expressamente ressalvei na decisão proferida no dia 05/05/2020 –, será por mim levantado, em momento oportuno”, observou Celso de Mello.

> Bolsonaro tem até terça para se manifestar à Justiça sobre fraude nas eleições

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!