Governo do Distrito Federal vai recorrer contra fechamento do comércio

O governador Ibaneis Rocha (MDB) pretende recorrer da decisão judicial que determinou o fechamento do comércio no Distrito Federal a partir desta quinta-feira (1ª). Na noite dessa terça-feira (30), a juíza federal Kátia Balbino de Carvalho Ferreira, da 3ª Vara Federal Cível do Distrito Federal, concedeu liminar para que a capital retome as medidas de enfrentamento à covid-19 até que a ocupação dos leitos da rede pública esteja entre 80% e 85% e a lista de espera seja inferior a 100 pacientes. Esse tipo de medida preventiva contra a covid-19 vinha sendo adotado pelo governo local até a última segunda-feira (29).

A juíza intimou o governo do Distrito federal a cumprir de imediato a liminar e a proceder às fiscalizações necessárias.

“O colapso do sistema de saúde público e privado no DF é demonstrado, ainda, por medidas radicais, como o fechamento do pronto socorro do Hospital Sírio Libanês, que, na sua unidade de Brasília, também adiou cirurgias eletivas e alguns exames invasivos. A suspensão dos serviços, conforme noticiado pela imprensa, valerá por até 15 dias e é motivada pela alta demanda de pacientes graves de covid-19”, escreveu a magistrada na decisão. A taxa de ocupação das UTIs das redes públicas e privada de Brasília ontem eram de 98% e 99% respectivamente.

>Brasil volta a bater recorde e perde 3.780 vidas para a covid em 24 horas

>Senado aprova incentivo fiscal à doação de leitos ao SUS. Texto vai à sanção

Continuar lendo