Governo decide aderir a programa internacional de vacinas

O governo brasileiro resolveu participar do programa internacional de vacinas Covax, iniciativa que tem como objetivo acelerar o desenvolvimento e proporcionar o acesso equitativo a vacinas contra a covid-19. A decisão ocorre no último dia do prazo para adesão, que se encerra à meia noite desta sexta-feira (18)

Relator do orçamento diz que novo benefício deve ficar entre R$ 200 e R$ 250

“O Ministério da Saúde tem atuado em diversas frentes para alcançar com agilidade e segurança uma solução efetiva para a cura da Covid-19. A aquisição de uma vacina segura e eficaz é prioridade do governo federal”, diz nota divulgada pela Secretaria de Comunicação.

Na quinta (17), o governo havia divulgado que estava estudando “criteriosamente” a participação na Covax e tinha solicitado extensão do prazo para formalização da participação do Brasil na iniciativa. “Tal medida se faz necessária para obter mais informações sobre as condições para a aprovação regulatória, instrumento jurídico aplicável, vacinas em desenvolvimento, suas características de armazenamento e transporte logístico”, informava a nota de ontem.

Segundo a agência Reuters, mais de 170 países já aderiram à iniciativa, que consiste em uma alocação global de vacinas contra o novo coronavírus coliderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Discurso antivacina

No fim de agosto, em conversa com apoiadores, o presidente Jair Bolsonaro declarou que “ninguém pode obrigar ninguém a tomar vacina”. A mensagem foi compartilhada pela conta oficial da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) nas redes sociais. A Secom afirma ainda que “impor obrigações definitivamente não está nos planos”.

Veja a íntegra da nota:

NOTA

O governo brasileiro, após tratativas com a Aliança GAVI, confirma a intenção de aderir à COVAX Facility, iniciativa inédita que tem como objetivo acelerar o desenvolvimento e proporcionar mundialmente o acesso equitativo a vacinas contra a Covid-19.

O Ministério da Saúde tem atuado em diversas frentes para alcançar com agilidade e segurança uma solução efetiva para a cura da Covid-19.

A aquisição de uma vacina segura e eficaz é prioridade do governo federal.

Secretaria Especial de Comunicação Social
Ministério das Comunicações

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!