Governo antecipa fim da alíquota zero de IOF em operações de crédito

O governo federal antecipou, de 31 de dezembro para esta quinta-feira (26), o fim da validade da alíquota zero do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) em mais de uma dezena de operações. A decisão veio em decreto publicado em edição extra do Diário Oficial (veja a íntegra mais abaixo).

>Sem candidato na Câmara, PT cogita até apoio a preferido de Bolsonaro

A mudança atinge operações de crédito, de limite, de adiantamento a depositantes, em empréstimos, excessos de limite, e na aquisição de imóveis não residenciais. Outro valor que retorna é o adicional de 0,38% para, entre outras operações, empréstimos a cooperativas, propriedades rurais, operações de penhor e entre bancos.

O governo atribui a antecipação do fim da alíquota zero à necessidade de compensar as perdas decorrentes com a isenção da tarifa de energia elétrica no Amapá durante o apagão.

Veja a íntegra do decreto:

>Gilmar manda ao Plenário do STF ação sobre reeleição de Maia e Alcolumbre

Continuar lendo