General Rêgo Barros é exonerado do cargo de porta-voz da Presidência

O general Otávio Rêgo Barros foi exonerado do cargo de porta-voz da Presidência da República. O ato foi publicado hoje, no Diário Oficial da União, e é assinado pelo ministro da Casa Civil, general Walter Braga Netto.

Rêgo Barros, que assumiu o posto no início do governo Bolsonaro, estava esvaziado da sua função desde o início do ano – quando, com o agravamento da pandemia de coronavirus, o então ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta passou a comandar as entrevistas diárias no Palácio do Planalto.

Após a saía de Mandetta e o agravamento da crise, outros interlocutores do governo passaram a falar diretamente com jornalistas em entrevistas diárias.

A proposta pela desativação do cargo vem desde o mês de junho, quando o presidente Jair Bolsonaro recriou o Ministério das Comunicações e o entregou para Fábio Faria. A extinção foi confirmada no final de agosto e concretizada hoje. Desta forma, não haverá indicação para o sucessor de Rêgo Barros.

> Senado aprova criação do Ministério das Comunicações

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!