Em campanha, governo usa modelos como se fossem pessoas beneficiadas por obra

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) lançou nesta quarta-feira (1º) uma campanha na qual o presidente Jair Bolsonaro supostamente conversa por áudio com dois brasileiros no intuito de divulgar ações do governo federal. As imagens utilizadas, porém, são de bancos de imagens pagos.

A campanha, intitulada “Alô Presidente”, foi divulgada nas redes sociais do presidente da República. A primeira voz é identificada como sendo de dona Maria Eulina, de Penaforte. No áudio, uma voz feminina  questiona como está o projeto de transposição do Rio São Francisco do Ceará. Na semana passada, Bolsonaro inaugurou a terceira etapa do eixo norte da obra.

A imagem atribuída à dona Maria está disponível no site istockphoto, da empresa Getty Images, ao custo de R$ 45. A descrição da foto no site é “happy old woman smiling happy in old age”.

Em seguida, o vídeo mostra um homem chamado de Francisco Valmar, que diz ser da cidade de Parnamirim, no Rio Grande do Norte. Ele pede informações sobre trem urbano. “Aqui a gente depende muito de trem urbano. Alguma notícia boa pra gente, presidente?”, questiona uma voz masculina no áudio. Bolsonaro afirma que o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, irá inaugurar esta semana estação de VLT e anunciando R$ 75 milhões para ampliar o serviço de trens urbanos no estado.

A foto que seria de Valmar consta do banco de imagens ShutterStock, e pode ser encontrada no serviço por quem digita “retrato de trabalhador na fábrica no fundo”.

A campanha termina com a mensagem “Você fala com o governo. O governo fala com o Brasil”.

Secretaria Especial de Comunicação Social emitiu um anota onde disse que "o vídeo publicado no dia de hoje, 1° de julho, nas redes sociais pessoais do presidente Jair Bolsonaro, trata-se de uma peça piloto inacabada que não deverá ser veiculada, não possuindo, portanto, caráter oficial. De todo modo, a fim de sanar qualquer tipo de distorção dos fatos, o vídeo foi retirado do ar".

Câmara aprova em dois turnos PEC que adia eleição. Texto vai à promulgação

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!