“É uma pergunta complicada”, diz Mourão sobre preparo para assumir presidência

Em audiência no Senado, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, foi questionado pelo senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) se está preparado para assumir a Presidência da República. “Essa é uma pergunta realmente complicada, viu senador? Porque se eu respondo sim o chefe que está lá no Palácio da Alvorada se recuperando do covid vai dizer: ‘Pô, esse cara está de olho no meu cargo’. Se eu respondo não, as senhoras e os senhores vão pensar: ‘Pô, não temos ninguém para substituir o presidente’.”, disse ele, aos risos.

“Eu prefiro deixar essa pergunta para que no final de toda essa nossa conversa as senhoras e os senhores tomem suas próprias conclusões. Se eu mereço um voto de confiança ou se eu tenho que ser afastado para o lixo da história”, concluiu.

Mourão participa nesta terça-feira (14) de audiência no Senado Federal para falar sobre as ações contra o desmatamento na Amazônia. O vice preside desde o início do ano o Conselho Nacional da Amazônia Legal (CNAL).

Trocas no Inpe

“Houve um rearranjo dentro do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais e a Lúbia vai ocupar uma outra função da mesma ou até mais responsabilidade que ela tinha”, justificou o vice-presidente sobre a exoneração de pesquisadora Lubia Vinhas, publicada ontem (13). A área que Lubia dirigia é responsável pelo monitoramento da devastação da Amazônia. Na semana passada, o Inpe divulgou que junho registrou o maior número de alertas de desmatamento para o mês em toda a série histórica, iniciada em 2015.

Mourão afirmou que não há intenção em esconder dados de desmatamento na Amazônia. “Quero deixar claro que a verdade faz parte do meu modo de vida. (...) Se os dados forem ruins, nós vamos mostrar. Dados aqui não serão escamoteados.”

Veja a lista preliminar de parlamentares aptos a disputar o Prêmio Congresso em Foco 2020

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!