“É tanto tiroteio bobo”, diz Santos Cruz a revista sobre o governo Bolsonaro

Demitido da Secretaria de Governo do presidente Jair Bolsonaro na semana passada, o general Carlos Alerto dos Santos Cruz avaliou em entrevista à revista Época, publicada na última quinta (21), que "um show de besteiras" gerado pelo Planalto tem impedido que a população enxergue conquistas do Executivo.

“Você vê a quantidade de especulações que existe? Até as coisas boas do governo não aparecem porque é uma fumaceira danada. É tanto tiroteio bobo que você acaba não escutando a música. Não é característica minha, por exemplo, ficar fuçando em Twitter”, disse o agora ex-ministro à Época.

Na entrevista, Santos Cruz afirma que Bolsonaro não explicou a ele as razões de sua substituição no cargo. O novo ministro da Secretaria de Governo é o general Luiz Eduardo Ramos, um militar da ativa – ao contrário de Santos Cruz, que está na reserva –, de quem o presidente espera um papel na articulação política.

Santos Cruz criticou, à revista Época, a postura do governo para com o Legislativo. "Evito dizer o nome de pessoas, porque não é o caso. Essas brigas pessoais, invenções de notícia, xingamentos contra o presidente da Câmara. Veja: o presidente da Câmara é uma pessoa importante, ele é que faz a pauta do que será votado no Brasil em termos de legislação. Você pega essas brigas por Twitter… não é porque você tem liberdade e mecanismos de expressão, Twitter, Facebook, que você pode dizer o que bem entende, criando situações que atrapalham o governo ou ofendem a pessoa", analisou o ex-ministro.

Circulou em Brasília a versão de que um dos motivos da queda de Santos Cruz teria sido o fato de o então ministro ter impedido o repasse de verbas para um programa televisivo de Olavo do escritor Carvalho – uma das figuras de fora que mais atacaram Santos Cruz durante a passagem dele pelo governo – na rede estatal EBC. O ex-ministro negou a história à revista. "É mentira, é pura invenção", garantiu "Nunca teve esse tipo de conversa".

> Bolsonaro anuncia major da PM para o lugar de ministro que vai presidir os Correios

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!