Deputados veem golpismo e medo da CPI em pressão por voto impresso

Jair Bolsonaro criticou, em sua live de quinta-feira (6), a fala do ministro Luís Roberto Barroso sobre a implementação do voto impresso no Brasil. O presidente do TSE disse que o método de eleição criaria "o caos". Bolsonaro respondeu dizendo que, se aprovado no Congresso, a "eleição de 2022 terá voto impresso e ponto final".

“Se o Parlamento brasileiro, por maioria qualificada, por 3/5 da Câmara e no Senado, aprovar e promulgar, vai ter voto impresso em 2022 e ponto final. Vou nem falar mais nada, vai ter voto impresso. Porque se não tiver voto impresso é sinal de que não vai ter eleição, acho que o recado tá dado. Não sou dono da verdade, mas eu respeito o Parlamento brasileiro assim como eu respeito o artigo quinto da Constituição", disse.

Deputados de oposição reagiram em suas redes sociais dizendo que a fala tem tom golpista e que Bolsonaro tenta criar fatos políticos para desviar a atenção da CPI da Covid.

Continuar lendo