Datafolha: maioria é contra militares da ativa no governo e em atos políticos

Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada no domingo (11) pela Folha de S. Paulo indica que a maioria da população brasileira é contra a participação de militares da ativa em manifestações políticas e em cargos do governo federal. Segundo o levantamento, 62% dos entrevistados acreditam que integrantes das Forças Armadas não devem participar de atos, como fez o general da ativa e ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Já 58% são contrários à presença dos militares na administração pública.

A pesquisa entrevistou 2.074 pessoas com mais de 16 anos nos dias 7 e 8 de julho, com margem de erro de dois pontos percentuais. Segundo o Datafolha, 39% afirmaram aceitar a presença de militares em eventos com pautas políticas e 4% não souberam opinar. 46% dos que se dizem favoráveis à participação são os jovens e 41% ganham de 5 a 10 salários mínimos.

O Estatuto dos Militares e o regulamento do Exército proíbem militares da ativa em qualquer tipo de manifestação política. Mesmo assim, Pazuello não foi punido por ter subido em carro de som e discursado ao lado do presidente Jair Bolsonaro em 23 de maio.

No sábado (10), o instituto mostrou ainda que 54% são a favor da abertura de um processo de impeachment contra Jair Bolsonaro, ante 42% que se mostram contrários.

> Datafolha: segundo turno mostra Lula com 58% e Bolsonaro com 31% para 2022

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo