Bolsonaro volta a atacar governadores do Nordeste

O presidente Jair Bolsonaro postou em suas redes sociais neste domingo (21) críticas aos governadores da região Nordeste, em especial à Flávio Dino (PCdoB), que governa o Maranhão. Em seu Twitter, Bolsonaro enfatizou que não fez críticas ao povo nordestino.

A polêmica, que tem despertado críticas ao presidente, começou na sexta-feira (19). Ao receber jornalistas estrangeiros para um café da manhã no Palácio do Planalto, Bolsonaro falou reservadamente com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni: “daqueles governadores de ‘paraíba’ o pior é o do Maranhão; tem que ter nada para esse cara”. As imagens e áudio já estavam sendo captados pelo sistema de transmissão de televisão e assim a conversa passou a circular publicamente.

Os governadores divulgaram carta após a repercussão da fala cobrando explicações e uma postura federativa por parte do presidente.

Nas redes sociais, o presidente ainda postou vídeo com obras em andamento no Maranhão, acompanhado do texto “em 4 anos faremos muito pelo Brasil e o até então esquecido Nordeste, apesar da mídia e alguns governadores”.

A sequência de postagens do presidente também teve como alvo um general. Bolsonaro chamou de “melancia” o general da reserva e membro da Comissão de Anistia Luiz Rocha Paiva. “Melancia” é um termo usado por militares de direita para se referir aos de esquerda: são verdes por fora e vermelhos por dentro. O general classificou a declaração do presidente sobre os governadores como “antipatriótica” e “incoerente”.

*Com informações da Radioagência Nacional.

>Bruna Surfistinha diz que Bolsonaro faz ‘declaração infeliz’

>Bolsonaro: “Fome no Brasil é mentira”

Flávio DinoJair BolsonaroLuiz Rocha PaivaMaranhãonordeste