Bolsonaro vai indicar Nestor Forster para embaixada nos Estados Unidos

O presidente Jair Bolsonaro bateu o martelo e vai indicar o diplomata de carreira Nestor Forster para ocupar a embaixada do Brasil nos Estados Unidos. A decisão acontece depois de seu filho Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), antes defendido pelo presidente para ocupar a vaga, desistir de tentar o posto diplomático.

O Congresso em Foco confirmou a escolha com um dos assessores do Palácio do Planalto.

O vice-presidente da Comissão das Relações Exteriores, senador Marcos Do Val (Podemos-ES), disse ao site esperar que o Senado decida sobre a indicação do presidente antes de acabar o ano legislativo.

A CRE é onde os indicados para embaixada precisam ser sabatinados antes de serem apreciados por todos os senadores.

> Eduardo Bolsonaro tem baixa chance de ser aprovado embaixador, diz pesquisa exclusiva

O novo líder do PSL, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), desistiu na terça-feira (23) de concorrer a vaga de embaixador no Estados Unidos. Utilizando o tempo de líder do partido, o filho do presidente da República declarou que ficará no Brasil para continuar defendendo as pautas para as quais foi eleito.

Eduardo declarou que a decisão não veio por medo de uma provável derrota no Senado, mas por levar em consideração o eleitorado que não apoiava a nomeação. "É uma decisão que eu estava pensando há muito tempo. A gente escuta conselho de muita gente. Além disso tem a questão do meu eleitorado, confesso não era a maioria que estava apoiando a ida", disse Eduardo.

Ele afirma que a liderança do PSL não pesou em nada nessa decisão. "A liderança em princípio eu tenho a liderança até o final do ano. Está instável a liderança por enquanto. Ainda tem outras listas correndo, não foi esse fator determinante não".

Catarse

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!